Perfil de Empreendedor: Conheça as características

Perfil de Empreendedor: Conheça as características

 

O Perfil de Empreendedor é viver todos os dias muito intensamente, constantemente em pesquisas e procura por novos conhecimentos.

 

Manter-se atualizado, numa altura de mudanças constantes, é fundamental para ser um empreendedor de sucesso.

 

Quando alguém decide entrar no universo do empreendedorismo, está assumir desafios diários e contínuos, a ter de explorar as suas capacidades e a ter uma visão rápida dos problemas para agir eficazmente com determinação.

 

Quando se entra no mundo do empreendedorismo é normal ter muitas dúvidas e receios.

Em alturas mais complicadas, muitos empreendedores chegam a questionar-se:

“Será que eu tenho o perfil de um empreendedor?”.

 

 

As pessoas são todas diferentes umas das outras, cada uma com a sua forma de ser.

Porém, quando se fala do perfil de um empreendedor, devido à exigência da profissão, existem algumas caraterísticas base, que são fundamentais para elevar as ideias a projetos de sucesso.

Entre essas caraterísticas, estão as seguintes:

  1. Confiante

A confiança é um elemento fundamental no perfil do empreendedor.

Acreditar no que faz, fará toda a diferença na tomada de decisões, assim como, durante toda a execução do projeto.

No mundo incerto do empreendedorismo, a qualquer momento surgem adversidades e, por isso, a confiança é importante para fortalecer as capacidades do empreendedor e não se deixar abater com as dúvidas que emergem.

A confiança também é crucial quando se analisa os pontos fracos do empreendedor. A ideia é conseguir sempre transformar os pontos fracos em pontos fortes, de modo a obter o perfil de um empreendedor de sucesso.

 

 

  1. Motivador

Ter a capacidade de motivar as pessoas que trabalham consigo, proporciona-lhe um perfil de empreendedor com grande potencial de sucesso.

Os negócios são feitos de pessoas e, por isso, ter pessoas motivadas a trabalhar consigo, significa que todos estão empenhados em remar na mesma direção. O que levará a resultados muito positivos.

 

 

  1. Criativo

O perfil de empreendedor é feito de criatividade a toda a hora.

No empreendedorismo é necessário agir de forma rápida e flexível perante situações inesperadas e, para tal, é preciso ser criativo para ter boas ideias e aplicá-las no momento.

 

 

  1. Perspicaz

Ser perspicaz é, também, uma caraterística muito importante para a identificação de novas oportunidades, bem como, para a prevenção de eventuais problemas.

Um empreendedor de sucesso é perspicaz e, sobretudo, trabalha arduamente para melhorar a sua perspicácia.

 

 

  1. Excelente Capacidade Analítica

O empreendedor precisa de ter uma excelente capacidade de análise para conseguir monitorar o mercado, o seu negócio e as tendências que surgem.

Para, quando for necessário, proceder à implementação de novas estratégias, estarem o mais preparados para tal.

 

 

  1. Líder

A liderança é um elemento fundamental em qualquer negócio. E com um empreendedor o cenário não é diferente.

O empreendedor tem de saber ser líder, independentemente da área em que atue.

As suas funções enquanto líder estão relacionadas com a proatividade em delegar funções, gerenciar processos e inspirar as outras pessoas a seguir os seus sonhos.

Assim como, criando e mantendo relações estáveis e proveitosas com clientes, funcionários e fornecedores.

 

 

  1. Resiliente

A resiliência trata-se de ter a capacidade de manter a cabeça fria em situações adversas, para agir rápida e estrategicamente sob o problema identificado.

Se vai empreender em alturas de crise, tem de ser muito resiliente e preparar-se para a possibilidade de enfrentar um crescimento mais demorado.

 

 

  1. Persistente

A persistência dá força ao empreendedor.

O perfil do empreendedor é complementado com esta caraterística de garra e determinação, que alimenta o constante progresso e crescimento do negócio do empreendedor.

 

 

  1. Apaixonado

Por fim, mas não menos importante: a paixão pelo seu trabalho!

Um empreendedor dedica grande parte do seu tempo ao trabalho.

Em muitas alturas chamam-lhe workaholic, mas trata-se de paixão e determinação para alcançar o seu sonho.

 

 

E você, tem o Perfil de Empreendedor?

Se sente que não se identifica com todas estas caraterísticas, não tem problema. Isso não significa que nunca vai ser um empreendedor!

Basta trabalhá-las diariamente e verá que as alcançará.

 

 

Se tem uma ideia de negócio que quer lançar, entre em contacto com a Business Avenue!

Modelo de Negócio: O que é, Como criar o seu

Modelo de Negócio: O que é, Como criar o seu

 

O Modelo de Negócio é um documento simples, prático e sintetizado da criação de uma empresa ou de um projeto, assim como da forma como a mesma entrega e captura valor com essa ideia.

 

Se está a iniciar o seu projeto ou mesmo a abrir a sua própria empresa, é muito benéfica a leitura desta publicação.

 

O Modelo de Negócio apresenta, de um modo visual e muito intuitivo, o que a sua empresa faz.

 

Provavelmente já ouviu falar no Business Model Canvas, uma das estruturas de Modelo de Negócio mais conhecidas e utilizadas por inúmeras empresas de sucesso.

 

Nesta publicação, vai poder perceber como é que se constrói um Modelo de Negócio do zero, baseado na estrutura do Business Model Canvas.

 

Este Modelo de Negócios permite compreender toda a ideia do projeto em apenas uma página, assim como a forma como as várias áreas se encaixam estrategicamente.

 

Dicas para começar:

– Faça-o em conjunto com alguém que está tão dentro da ideia como você.

– Evite textos longos.

– Utilize post-its ou escreva por pontos.

 

O Modelo de Negócios divide-se em 9 quadrantes:

  1. Atividades-chave
  2. Parcerias-chave
  3. Recursos-chave
  4. Estrutura de Custos
  5. Segmento de Clientes
  6. Relacionamento com Clientes
  7. Canais
  8. Fonte de Receita
  9. Proposta de Valor

Modelo de Negócios

 

De seguida, é apresentado o passo-a-passo para o preenchimento de cada um dos quadrantes do Modelo de Negócio:

 

Atividades-chave

Quais as atividades-chave que a proposta de valor requer?

E a distribuição do produto/serviço?

E sobre a geração de receitas?

A relação com os clientes?

 

Recursos-chave

Quais são os recursos necessários para o bom funcionamento das atividades-chave? (recursos humanos, materiais específicos, informações, etc)

 

 Parcerias-chave

Existem parceiros-chave?

Quem são os fornecedores fundamentais para o bom funcionamento do negócio?

Quais são os recursos-chave que dependem de parceiros?

Quais são as atividades-chave que são asseguradas por parceiros?

 

Estrutura de Custos

Quais são os custos mais importantes e prioritários?

Que recursos-chave são mais dispendiosos?

Que atividades-chave são mais dispendiosas?

  

Segmento de Clientes

Para quem está a criar valor?

Quem são os seus clientes mais importantes?

Que tipos de segmentos de clientes existem para o seu negócio?

Que necessidades têm esses segmentos?

 

Relacionamento com Clientes

Como obter, manter e aumentar os clientes?

Pretende manter clientes regulares e que comprem apenas a si? Como?

O seu objetivo manter uma relação constante com os seus clientes? Como?

 

Canais

Quais são os canais de comunicação, através dos quais, o seu segmento de clientes prefere ser contactado?

Como é que os seus concorrentes comunicam?

Quais são os canais de distribuição que funcionam melhor para o seu objetivo?

 

Fonte de Receita

Qual o valor que os clientes estão dispostos a pagar?

Quanto é que os clientes pagam atualmente? Seja no seu negócio ou nos concorrentes?

Qual é a quantidade que espera vender

 

Proposta de Valor

Quais são os benefícios que entrega ao seu cliente?

Qual é o problema ou necessidade do seu cliente que está a resolver?

Quais são os seus fatores de diferenciação, face aos seus concorrentes?

 

 

Agora já é possível começar a construir, ou mesmo inovar, o seu Modelo de Negócio!

 

Se pretender auxílio na realização desta tarefa, entre em contacto com a Business Avenue!

Porque as empresas não sobrevivem sem trabalhar o Marketing?

Porque as empresas não sobrevivem sem trabalhar o Marketing?

 

A maioria das empresas já compreendeu a importância de trabalhar o Marketing para uma melhor gestão do negócio.

É óbvio que uma empresa, para sobreviver, precisa de ter a contabilidade organizada, assim como, as questões mais administrativas…

Porém o marketing consiste no processo de troca de valor entre clientes e empresas, sendo, por isso, um instrumento muito importante para o sucesso das vendas.

O que irá contribuir para um melhor funcionamento de todos os outros departamentos de uma empresa.

 

O processo de Marketing consiste no seguinte:

– As empresas VENDEM produtos/serviços aos seus clientes;

– Os produtos/serviços entregam VALOR aos consumidores, uma vez que satisfazem as suas necessidades;

– Os clientes, quando compram, entregam LUCRO às empresas.

 

Ou seja, o Marketing trabalha, sobretudo, o valor que os clientes encontram na oferta de uma empresa.

O que é muito importante, porque se ninguém encontrar valor na sua oferta, ninguém irá comprar. O que resulta em não existirem vendas.

 

Trabalhar o Marketing

 

Mas quais são as Funções do Marketing?

 

O Marketing tem duas funções: chamar a ATENÇÃO, e praticar a PERSUASÃO.

 

Como é que se chama a ATENÇÃO?

 

É preciso perceber onde estão os nossos clientes.

Hoje em dia, a atenção das pessoas está, maioritariamente, no digital.

Você, que está a ler este artigo, está neste momento no digital! E os seus clientes também estão.

 

Dependendo sempre do tipo de oferta que cada empresa tem, bem como do público a que se destina, é fundamental produzir conteúdos que sejam do interesse do mesmo, para captar a sua atenção.

 

Captada a ATENÇÃO, passa-se ao processo de PERSUASÃO.

 

Nesse momento, utilizam-se os famosos Gatilhos Mentais para Vendas!

Vera Costa Pereira, CEO da Business Avenue, tem um EBOOK sobre Gatilhos Mentais para Vendas no seu website, clique aqui para aceder!

 

Os Gatilhos Mentais têm o poder de impactar o subconsciente dos indivíduos, provocando nos mesmos uma ação de resposta ao estímulo, muitas vezes, é a compra por impulso.

 

 

Deste modo, inicia-se a Jornada de Compra do Cliente.

O cliente entra no Funil de Vendas e percorre as várias etapas do mesmo até chegar ao momento da compra.

Porém, o seu processo, não termina quando o cliente compra.

De seguida, é preciso encantar o cliente com ações de charme, de forma a que o mesmo volte a comprar e que recomende a outras pessoas.

Todo este processo é alimentado com ações de marketing específicas para cada etapa do Funil de Vendas.

Desde o chamado conteúdo pilar, como eventos, blogs, conteúdos explosivos, no Topo do Funil, passando por conteúdos mais informativos, como e-books, podcasts, vídeos, no Meio de Funil, até aos call-to-actions para as vendas no Fecho de Funil.

 

Já conhece o serviço Consultoria de Marketing e Vendas da Business Avenue?

Entre em contacto e solicite um diagnóstico!

Tendências de Marketing para 2022

Tendências de Marketing para 2022

 

O futuro promissor das empresas está muito dependente da sua adesão às tendências de marketing.

Se antes as empresas se questionavam sobre trabalhar ou não a área do marketing.

Nos dias de hoje, a questão passa por perceber se estão ou não a utilizar as técnicas mais adequadas.

O marketing é uma infinidade de estratégias e técnicas. E está em constante mudança.

Conforme se dão os avanços tecnológicos, dão-se também novas formas de trabalhar o marketing das empresas. Estão, por isso, sempre a surgir novas tendências de marketing.

 

 

O digital veio para ficar, isso é certo.

Até os negócios locais já necessitam de ter uma presença online para se conseguirem destacar e concorrer com o negócio concorrente que está na rua ao lado.

Assim, concordamos que, independentemente da estratégia de marketing de cada negócio, a presença digital é obrigatória para a sobrevivência das empresas.

 

A Business Avenue, como uma consultora especialista em desenvolver modelos de negócios à medida das necessidades do mercado e objetivos dos empreendedores, está muito atenta às novas tendências do mercado.

É fundamental ouvir os consumidores e perceber a forma como os mesmos gostam de consumir, porque eles gostam de comprar, mas são exigentes e cada vez menos fiéis.

Assim, tornou-se urgente acompanhar as tendências de marketing, estar em constante adaptação e preparar-se para o que aí vem.

 

Deste modo, a Business Avenue apresenta-lhe algumas das tendências de marketing que serão fundamentais para o sucesso de qualquer negócio em 2022.

 

Tendências de Marketing para 2022:

 

Storytelling

A construção de um storytelling forte e consistente é muito eficaz para a criação de uma relação com as marcas.

O storytelling consiste em contar histórias.

Todas as marcas têm uma história, a forma como foram desenvolvidas e o seu propósito, formam histórias.

As histórias consistem em entretenimento, geram envolvimento com os interlocutores, despertam emoções, criam relações com os consumidores.

 

Love Brand

Fazer com que os clientes amem as marcas, que as escolham inconscientemente em detrimento das concorrentes.

O McDonald’s, por exemplo, é um ótimo exemplo de uma love brand. Quando se assiste publicidades desta marca, vêem-se pessoas muito felizes por consumirem os seus produtos.

A Coca Cola também é uma love brand, assim como a Sumol.

Os consumidores compram os seus produtos porque adoram as marcas e aquilo que as mesmas lhes transmitem. Porém, nenhuma destas marcas vende produtos saudáveis e, mesmo assim, são adoradas pelos seus consumidores.

 

Marketing Personalizado

Oferecer aos clientes produtos feitos à medida das suas necessidades, desenvolve laços emocionais.

Os consumidores adoram ser valorizados e isso torna-os fiéis às marcas.

Lembra-se quando a Coca Cola vendeu latas com nomes próprios?

Os clientes mexiam nas latas todas à procura do seu nome, compravam e depois tiravam fotografias para partilharem nas suas redes sociais.

A Starbucks faz o mesmo ao escrever o nome dos clientes nos copos, e chamar pelo nome para entregar o produto final ao cliente.

 

 

E-commerce

A criação de um website com loja virtual quebra as barreiras de horários e localização, possibilitando a realização de compras em qualquer lugar e hora.

O e-commerce potencializa a Acessibilidade, a Conveniência e a Segurança.

Os consumidores têm cada vez mais o hábito de pesquisarem online sobre o que pretendem comprar antes de tomarem a decisão de compra.

Por isso, é muito importante que venda online os seus serviços, porque os consumidores preferem cada vez mais efetuar a compra online sem terem de se deslocar a determinado sítio, em certos horários.

 

 

Marketing Sustentável

Os consumidores são indivíduos cada vez mais conscientes e preocupados com questões ambientais, económicas e sociais.

E, no momento da tomada de decisão, muito preferem contribuir para uma certa causa, seja um produto biológico, com ingredientes naturais. Ou algo que não é testado em animais. Ou algo que reverte x% dos lucros para alguma associação. Entre muitas outras causas.

 

 

Marketing de Referência

O Marketing de Referência consiste em fazer com que os clientes fiquem tão satisfeitos, que depois vendam o seu negócio de livre e expontânea vontade.

A referências são, por norma, o veículo que gera credibilidade ao seu negócio.

Os potenciais clientes que sejam impactados pelo Marketing de Referência têm uma grande tendência a caminhar rumo ao fecho da venda.

Se oferecer o seu produto ou serviço a uma figura pública que se identifique com a sua marca e a mesma ficar satisfeita, será uma mais-valia para o seu negócio.

Porque ela irá partilhar a sua experiência com a sua comunidade que a segue de forma ativa nas redes sociais e confia no que a mesma diz e recomenda.

Isso significa mais vendas para o seu negócio.

 

 

Vídeo Marketing

O Vídeo Marketing é uma estratégia muito eficaz para a divulgação dos produtos e serviços de um negócio.

Os consumidores consomem imensa informação online diariamente. E, por isso, a sua atenção é muito seletiva e difícil de atrair.

Os conteúdos audiovisuais são muito eficazes para prender a atenção dos consumidores. Porque são mais fáceis de assistir. Substituir um texto longo por áudio acompanhado de grafismos, imagens e vídeos é muito mais cativante e chama muito mais a atenção.

Basta pensar no sucesso que o Youtube e, mais recentemente, o TikTok têm. O seu conteúdo é apenas vídeo.

 

 

Na Business Avenue desenvolvem-se estratégias de marketing com base em ideias inovadoras, criativas e centradas no cliente. O objetivo é tornar os negócios resilientes e levá-los ao sucesso.

Clique aqui para ficar a conhecer melhor os serviços disponíveis para o seu negócio.

 

Vera Costa Pereira, CEO da Business Avenue, desenvolveu um programa de Mentoria Marketing & Vendas. Neste programa são abordados temas como as Tendências de Marketing e como as aplicar a cada negócio.

Clique aqui para saber mais sobre a Mentoria Marketing & Vendas

 

Entre em contacto!

Negócios Rentáveis para Investir

Negócios Rentáveis para Investir

Atualmente, os negócios rentáveis para investir são muito relacionados com o digital.

Os empreendedores vêem nos dias de hoje, muitas oportunidades e desafios ao seu alcance.

Durante os últimos quase dois anos, o mundo assistiu a avanços em setores que só se esperavam acontecer a médio e longo prazo.

Agora, é olhar para o mercado e assistir às imensas oportunidades de negócios rentáveis que a pandemia COVID-19 trouxe consigo.

 

Negócios Rentáveis para Investir

 

Cada vez mais pessoas pesquisam por negócios rentáveis para investir.

Por esse motivo, a Business Avenue apresenta-lhe algumas áreas de negócio que estão em ascensão.

 

Redes sociais:

As redes sociais são os impulsionadores de qualquer negócio nos dias de hoje. 

E cada vez surgem mais redes sociais novas.

Porém, apesar de parecerem de simples utilização, requerem um grande investimento para que as mesmas desempenhem a sua função de forma correta e atraiam tráfego qualificado para os negócios.

Assim, é fundamental perceber de estratégias de marketing, de design e multimédia, de copywriting, de persuasão, branding, entre muitas outras técnicas.

Devido à complexidade de elaborar um plano de comunicação e de o colocar em prática. Muitas vezes, as empresas contratam agências de comunicação focadas nas redes sociais.

 

Tecnologia:

A área da tecnologia é, atualmente, uma das mais rentáveis.

Com todos os avanços tecnológicos, as empresas precisam de se atualizarem constantemente.

Porém, é uma área muito complexa e a maioria dos empresários portugueses não domina as questões tecnológicas. E tem muita necessidade em contratar empresas especializadas.

A análise e o tratamento de dados, assim como o desenvolvimento e manutenção de softwares, sites e aplicações. São duas atividades muito requisitadas pelas empresas que pretendem atualizar-se.

 

Turismo:

Apesar de todas as medidas impostos pelo governo português para diminuir a propagação do COVID-19. O turismo em Portugal continua ser um setor com muito potencial. 

É necessário ter visão e perceber o que o mercado está a precisar, bem como o que é possível fazer, tendo em conta as restrições atuais e futuras.

Porém, apesar de cautelosos, os portugueses têm muita vontade de viajar cá dentro e de continuar a receber turistas.

 

Franshisings:

Abrir um franshising de um negócio é benéfico no sentido de iniciar um negócio com uma imagem e reputação já estabelecida no mercado.

Assim, é possível obter uma ideia do quão rentável é ou não um negócio antes de o abrir, diminuindo o risco do mesmo.

 

A Business Avenue encontra-se disponível para o auxiliar a desenhar um Modelo de Negócio rentável e à medida dos seus objetivos.

Entre em contacto!

Como fazer com que os clientes valorizem o seu produto?

Como fazer com que os clientes valorizem o seu produto?

 

Fazer com que os clientes valorizem o seu produto ou serviço de um negócio é muito importante para o sucesso da mesma. Principalmente, porque existe cada vez mais oferta no mercado.

Para tal, é necessário que os seus clientes reconheçam mais valor ao que a sua empresa tem para oferecer. De forma a preferirem os seus produtos/serviços em vez dos oferecidos pelos seus concorrentes.

É fundamental que compreenda a equação apresentada por Philip Kotler que explica a forma como o cliente percebe o valor de um produto/serviço. 

 

Valor total para o cliente – Custo total para o cliente = Valor entregue ao cliente

 

Para agregar valor é necessário apostar em melhorar a experiência que o cliente terá com o seu serviço, de forma a superar a experiência que o mesmo poderá ter com uma marca concorrente.

Assim, vai conseguir de uma forma muito mais eficiente e eficaz criar valor para o seu público, uma vez que você tem o analgésico que ele necessita para colmatar a sua dor. 

No entanto, para acrescentar valor a um determinado produto/serviço, é necessário saber quem é o público que o valoriza.

  • Foque-se em conhecer muito bem o seu cliente;
  • Identifique as suas dores e motivações;
  • Crie personas que definam muito bem os seus clientes.

Com esta análise, irá chegar ao seu mínimo mercado viável.

 

Comunicar o valor da sua oferta

 

O que é o mínimo mercado viável?

Imagine um universo de pessoas, onde irá escolher apenas as que partilham a mesma cosmovisão. Indivíduos com a mesma cosmovisão partilham as mesmas crenças e comportamentos, têm necessidades e desejos em comum, dividem as mesmas dores.

Seth Godin, em Isto é Marketing, diz que: “Uma cosmovisão é o atalho, a lente que cada um de nós usa quando vemos o mundo.

Deste modo, podemos definir o mínimo mercado viável como um conjunto de indivíduos que partilham a mesma cosmovisão.

São um número reduzido de pessoas que valorizam as mesmas coisas e têm hábitos semelhantes.

O mínimo mercado viável é quem valoriza bastante o seu produto!

 

Porquê?

Quando comunica o valor do seu produto para grandes massas, não pratica uma comunicação direcionada.

Fica muito preocupado em não ferir suscetibilidades. Assim, por querer agradar a todos, acaba a não agradar a ninguém.

É por isso que é necessário começar sempre pelo mínimo mercado viável.

 

Afinal, como fazer como que os clientes valorizem o seu produto?

Passo 1:

Escolha as pessoas que se identificam com o que está a oferecer, que precisam do seu produto, que querem ouvir o que você tem para dizer.

 

Passo 2:

Defina a sua proposta de valor e comunique-a para essas pessoas.

 

Assim, ao focar-se no mínimo mercado víavel, vai comunicar para as pessoas que precisam de si e do que tem para oferecer.

Essas pessoas são as que valorizam o seu produto, querem ouvi-lo e as que irão atrair mais clientes.

O mínimo mercado viável torna-se numa prova social para os consumidores mais ponderados e indecisos.

Ou seja, o mínimo mercado viável acaba por fazer pressão nas massas e os seus clientes começam a aumentar.

 

Gradualmente, esta estratégia traduz-se num crescimento do seu negócio de forma sustentável.

 

A Business Avenue tem à sua disposição especialistas em desenvolvimento de negócios e pode ajudá-lo a escalar o seu negócio, através dos serviços que dispõe.

 

Entre em contacto e comece já a aumentar as suas vendas!

 

 

Fontes: Isto é Marketing de Seth Godin

Subscreva a nossa newsletter

A Empresa

Media

Serviços

Executive Academy

E-books

Contactos

Logo Business Avenue